Valente: Adolescente tem perda parcial da visão e família faz 'vaquinha' para que ele não fique cego

 

Um adolescente de 15 anos, que mora em Valente, cidade localizada no território do Sisal, perdeu a visão do olho esquerdo e a família luta para que ele não fique cego. Cristian Gabriel tem ceratocone, uma doença genética que afeta a estrutura da córnea e compromete a visão. A doença foi descoberta em 2020 e em 4 meses, ele perdeu completamente a visão do olho esquerdo. Diante do avanço do problema, a corrida da família é para tentar salvar o olho direito.

Cristian vai passar por cirurgia em São Paulo, pelo Sistema Único de Saúde (SUS), mas a família precisa de ajuda para custear a viagem para a capital paulista e a hospedagem. Além disso, depois de operar, Cristian vai precisar usar uma lente que custa cerca de R$ 4 mil. Uma conta que a família não tem como pagar. Já que o marido da mãe dele está desempregado e é como vendedora ambulante que a a mãe do adolescente sustenta os três filhos.

"A gente não tem condições de comprar a lente. Eu vivo de ambulante. Quem quiser, pode me ajudar com qualquer coisa. Não quero nada além do que meu filho precisa. Sou mãe, não posso me acomodar e deixar meu filho ficar cego", diz Tatiane Souza, mãe do adolescente. Cristian Gabriel passou por diversos exames que fazem parte do processo pré-operatório. A viagem para a realização da cirurgia está marcada para 22 de janeiro.

"Foi recomendado um transplante lamelar interior profundo, com transplante de uma camada da córnea e esse transplante é recomendado que se faça com laser e outras técnicas associadas sendo encaminhado esse paciente a serviços de maior porte o que é realizado fora do nosso estado", explicou o médico oftalmologista Hermelino Oliveira. As informações são do G1/Bahia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário