Epidemiologista diz que o mundo vai experimentar ‘overdose de sexo’ com o fim da pandemia

 

De acordo com estudos do epidemiologista social Nicholas Christakis, da Universidade de Yale, dos EUA, em 2024 o mundo viverá uma “overdose de sexo, sacrilégios e gastança” com o final da pandemia da Covid-19. “Durante as epidemias, aumenta a religiosidade, as pessoas se tornam mais abstêmias, economizam dinheiro, ficam avessas ao risco e estamos vendo tudo isto agora, assim como aconteceu por centenas de anos durante as epidemias”, explicou ao jornal britânico “The Guardian” o especialista, que está lançando um livro sobre o tema. Para reforçar sua tese, ele fez uma associação com os anos posteriores a 1920, que serviram de resposta à gripe espanhola, que dominou o mundo em 1918. “As pessoas buscarão implacavelmente as interações sociais”, disse Christakis, nomeando a licenciosidade sexual, um reverso da religiosidade e um boom econômico como tendências prováveis.


Nenhum comentário:

Postar um comentário