STJ manda PF prender desembargadoras da Bahia em operação contra venda de sentenças

 

A Polícia Federal, atendendo à decisão do ministro Og Fernandes, do Superior Tribunal de Justiça, deflagrou nesta segunda-feira (14), operação com o objetivo de desarticular possível esquema criminoso voltado à venda de decisões judiciais por juízes e desembargadores do Tribunal de Justiça do Estado da Bahia, desta vez, com a participação de membros de outros poderes, que operavam a blindagem institucional do esquema.

São investigados possíveis crimes de corrupção ativa e passiva, lavagem de ativos, evasão de divisas, organização criminosa e tráfico de influência.

Segundo a PF, estão sendo cumpridos 36 mandados de busca e apreensão nas cidades de Salvador, Barreiras, Catu e Uibaí, na Bahia, e em Brasília (DF), bem como a determinação de prisão temporária de duas desembargadoras do Tribunal de Justiça do Estado da Bahia, a prisão preventiva do operador de um juiz, além do afastamento do cargo e função de todos os servidores públicos envolvidos nestas fases.

De acordo com informações apuradas pela TV Bahia, um dos alvos da operação é o secretário de Segurança Pública da Bahia, Maurício Barbosa. No entanto, até a publicação desta reportagem a Secretaria de Segurança Pública do estado não havia se pronunciado.




Nenhum comentário:

Postar um comentário