Em virtude da pandemia, FBF cancela o Intermunicipal 2020

 Intermunicipal – Cachoeira marca nos segundos finais, leva decisão para os pênaltis contra Santaluz e conquista seu nono título

A realização do Intermunicipal acarretaria em aumento de despesas para as Ligas, que muitas vezes dependem do apoio do poder público municipal, e não teriam arrecadação com bilheteria, já que os jogos aconteceriam sem público.

Uma das principais competições de futebol amador do Brasil, o Intermunicipal não ocorrerá nesta temporada. O motivo? A pandemia do coronavírus, que inviabilizou a realização do certame.

O anúncio foi feito pela Federação Bahiana de Futebol (FBF) na manhã desta quinta-feira (3), por meio do seu site oficial.

De acordo com a entidade, a difícil decisão foi tomada em conjunto pela diretoria da entidade e as Ligas Desportivas. Mais de 70 delas, que disputariam o certame, foram ouvidas.

O que motivou as partes a cancelarem a competição foi a pandemia do novo coronavírus. As cidades baianas tiveram suas atividades, tanto esportivas como econômicas, prejudicadas pela Covid-19.


A realização do Intermunicipal acarretaria em aumento de despesas para as Ligas, que muitas vezes dependem do apoio do poder público municipal, e não teriam arrecadação com bilheteria, já que os jogos aconteceriam sem público.

A cada partida, mais de 50 profissionais envolvidos precisariam ser submetidos a testes da doença. As seleções ainda enfrentariam dificuldades com deslocamento e hospedagens na cidades que sediariam os confrontos.

Segundo o comunicado “a decisão não representa um adeus, apenas um até logo. Em 2021, o Intermunicipal estará de volta com geração de empregos, comércios movimentados, fomento do esporte e até mesmo do turismo nos municípios do Interior baiano”.

A maioria das Ligas optaram pela não a realização da competição, já que muitos municípios ainda encontram dificuldades na luta contra a pandemia. Além disso, algumas cidades não tinham como cumprir o rigoroso protocolo de saúde definido pela FBF.

O Intermunicipal foi criado em 1946 e contribuiu para a profissionalização de vários atletas como Bobô, Júnior Nagata, Edílson Capetinha, Neto Berola e Liedson.

Nenhum comentário:

Postar um comentário