Testes com remédio oral contra a Covid-19 têm resultados promissores


A gigante farmacêutica MSD (Merck Sharp & Dohme) e um laboratório americano anunciaram neste sábado (6) que um medicamento oral contra a Covid-19 que estão desenvolvendo apresentou resultados positivos na redução da carga viral.

"Sabendo que existe uma necessidade não satisfeita por tratamentos antivirais para o SARS-CoV-2, estes resultados preliminares nos animam", disse Wendy Painter, diretora de medicamentos da Ridgeback Biotherapeutics, em um comunicado.

A MSD interrompeu o trabalho com duas vacinas contra a Covid-19 no fim de janeiro, mas continua pesquisando dois tratamentos contra a doença, inclusive o molnupiravir, desenvolvido com a empresa americana Ridgeback Bio.

O remédio diminuiu significativamente a carga viral em pacientes depois de cinco dias de tratamento, informou a empresa neste sábado em uma reunião com especialistas em doenças infecciosas.

A segunda fase de testes (os ensaios têm três fases antes de uma possível comercialização) foi realizada com 202 pacientes não hospitalizados sintomáticos de Covid-19. Não houve alerta sobre a segurança e "dos quatro incidentes graves reportados, nenhum foi considerado em relação com o medicamento estudado", destacou o laboratório.

Os resultados deste estudo "são promissores", afirmou William Fischer, um dos diretores da pesquisa e professor de medicina na Universidade da Carolina do Norte. "Se forem reforçados com estudos adicionais, poderiam ter consequências importantes em termos de saúde pública, já que o vírus continua se espalhando e evoluindo no mundo", acrescentou.

A MDS também está trabalhando em um tratamento denominado MK-711.

Os primeiros resultados dos novos ensaios clínicos demonstram uma redução de mais de 50% no risco de morte ou de insuficiência respiratória em pacientes hospitalizados com formas moderadas a graves de Covid-19, informou o grupo no fim de janeiro.

Fonte: G1

Mulher é presa ao tentar entrar em delegacia com maconha escondida em mandioca

 

Uma mulher de 26 anos foi presa ao tentar entrar na Delegacia Territorial de Santa Maria da Vitória, na região oeste da Bahia, transportando maconha dentro de raízes de mandioca. Segundo a Polícia Civil, os agentes revistavam a mulher, que ia visitar o companheiro que está custodiado na unidade, quando acharam o material. Ela foi autuada por tráfico de drogas e permanece presa à disposição da Justiça.

Estado prorroga medidas restritivas em Serrinha e outros 14 municípios da região

 

Deste sábado (6) até as 5h de quarta-feira (10), apenas os serviços essenciais devem funcionar em 15 municípios da região de Serrinha. A ampliação das medidas restritivas foi definida pelo Governo do Estado e prefeituras com o objetivo de frear a disseminação da covid-19 na região. O decreto com as restrições será publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) deste sábado (6).

As medidas valem para os municípios de Araci, Barrocas, Biritinga, Conceição do Coité, Euclides da Cunha, Lamarão, Monte Santo, Quijingue, Retirolândia, Santaluz, São Domingos, Serrinha, Teofilândia, Tucano e Valente.

Será permitido nesses municípios somente o funcionamento de atividades relacionadas à saúde e ao enfrentamento da pandemia, bem como à comercialização de gêneros alimentícios e feiras livres. São considerados serviços públicos essenciais, cuja prestação não admite interrupção, as atividades relacionadas à segurança pública, saúde, proteção e defesa civil, fiscalização, arrecadação, limpeza pública, manutenção urbana, transporte público, energia, saneamento básico e comunicações.

Estabelecimentos comerciais como restaurantes, bares e congêneres devem funcionar com portas fechadas, sendo permitido apenas o delivery até as 24h. Já a venda de bebida alcoólica em quaisquer estabelecimentos, inclusive por delivery, está proibida no período das 18h de sábado (6) até as 5h de segunda-feira (8).

Também ficam suspensas nos 15 municípios, de sábado (6) até as 5h de quarta-feira (10), as atividades presenciais nos órgãos e entidades da Administração Pública Estadual não enquadrados como serviços públicos essenciais, devendo ser adotado o regime de trabalho remoto. No mesmo período, estarão suspensos os atendimentos presenciais do Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC).

A Secretaria da Segurança Pública (SSP), por meio da Polícia Militar e da Polícia Civil, apoiará as medidas necessárias adotadas nos municípios, em conjunto com guardas municipais. Os infratores podem ser autuados nos artigos 268 e 330 do Código Penal.

Atitude suspeita gera desconfiança da Polícia Civil e droga avaliada em R$ 120 mil é aprendida em Conceição do Coité

 

Uma ação da Polícia Civil resultou na apreensão de cerca de dois quilos de cocaína, além de 21 munições de calibres diferentes e um carregador na cidade de Conceição do Coité, no território do Sisal, na tarde desta quinta-feira (4). Um suspeito que estava no local fugiu.

De acordo com o apurado pela reportagem, agentes da 15ª Coorpin (Coordenadoria Regional de Polícia do Interior) passavam pela BA-409, nas imediações do bairro Cidade Jardim, quando se depararam com um indivíduo em atitude suspeita, segurando uma sacola plástica.

Ao perceber que seria abordado pelos policiais, ele jogou a sacola plástica no chão e correu. Durante perseguição, o suspeito atirou contra os agentes, que revidaram e atingiram o autor. Segundo a Polícia Civil, o suspeito foi atingido na perna e no braço e mesmo assim conseguiu fugir.

Os policiais averiguaram a sacola que havia sido dispensada e nela foram encontrados dois tabletes de cocaína, avaliados em R$ 120 mil, e munições. A polícia segue realizando buscas pelo suspeito, mas ninguém ainda foi preso.

Serrinha recebe 20 monitores multiparâmetro do Governo Federal

 

O Governo Federal enviou para Serrinha 20 monitores multiparâmetro, os equipamentos chegaram na manhã desta quinta-feira (4). De acordo com o prefeito da cidade, os monitores serão usados na sala de suporte ventilatório do Hospital Municipal. 

O monitor multiparâmetro de sinais vitais é um equipamento que faz a leitura dos sinais vitais do paciente, indicando em tempo real para a equipe médica, através das informações na tela e de alarmes visuais e sonoros, qual a sua condição de saúde atual do paciente. Podendo ser utilizado para atendimento humano adulto, pediátrico e neonatal, bem como para atendimento veterinário.

Com 1.840 mortes em 24h, Brasil bate novo recorde de óbitos por Covid-19

 

O Brasil bateu, pelo segundo dia consecutivo, o recorde de mortes por Covid-19 notificadas em 24h. Foram 1.840 óbitos contabilizados pelas secretarias estaduais de saúde. O país totaliza 259.402 vidas perdidas para o novo coronavírus. A média móvel também bateu um novo recorde: 1.332. É o quinto dia consecutivo que isto ocorre. O cálculo está 29% maior do que duas semanas atrás.

Veja os dez dias com maior número de mortes por Covid-19:

3/3/2021 com 1.840 mortes
2/3/2021 com 1.726 mortes
25/2/2021 com 1.582 mortes
29/7/2020 com 1.554 mortes
4/6/2020 com 1.470 mortes
11/2/2021 com 1.452 mortes
28/1/2021 com 1.439 mortes
24/2/2021 com 1.433 mortes
18/2/2021 com 1.432 mortes
4/8/2020 com 1.394 mortes

Desde as 20h de terça-feira, 74.376 novos casos foram registrados, elevando para 10.722.221 o total de infectados pelo vírus Sars-CoV-2 no país. A média móvel foi de 56.602 diagnósticos positivos, 27% maior do que o cálculo de 14 dias atrás.

A "média móvel de 7 dias" faz uma média entre o número do dia e dos seis anteriores. Ela é comparada com média de duas semanas atrás para indicar se há tendência de alta, estabilidade ou queda dos casos ou das mortes. O cálculo é um recurso estatístico para conseguir enxergar a tendência dos dados abafando o ruído" causado pelos finais de semana, quando a notificação de mortes se reduz por escassez de funcionários em plantão.

Na avaliação da epidemiologista Ethel Maciel, este número alto de mortes por Covid-19 no Brasil é o resultado de erros consecutivos.

Erros na condução da pandemia, do que deixamos de fazer, da falta de informação ou da desinformação que o próprio governo propagou. Todas essas medidas nos fizeram chegar até aqui. Nunca terminamos uma primeira onda, nunca tivemos controle da pandemia. Emendamos uma segunda onda sem termos terminado uma primeira. Isto foi muito ruim para o Brasil, pois não implementamos medidas de desaceleração. Nunca fomos um país que fez uma política forte de utilização de máscaras, de distanciamento social. Muitas aglomerações, inclusive promovidas pelo governo.

A microbiologista Natalia Pasternak, presidente do Instituto Questão de Ciência, explica que a segunda onda parece mais letal porque o vírus está acometendo mais pessoas:

Nós estamos estamos vendo mais pessoas adoecendo e, portanto, morrendo. Isso não quer dizer que o vírus é mais letal, quer dizer que ele é mais transmissível e que estamos transmitindo mais. Por causa do comportamento humano, transmitimos mais a doença e criamos novas variantes com maior capacidade de transmissão. O que era ruim ficou pior.

Reino Unido, Portugal, França, Espanha e Israel, por exemplo, viveram piores momentos nesta segunda onda. E justamente por isso não ser uma exclusividade do Brasil, nós deveríamos estar melhor preparados, porque tivemos quase dois meses entre a segunda onda na Europa e no Brasil. Poderíamos ter nos preparado melhor, fechado as nossas fronteiras mais rápido, ter feito mais sequenciamento genômico — enumera a epidemiologista.

De norte a sul do país, cidades e estados estão adotando novas medidas de lockdown para frear o crescimento de casos da Covid-19 e evitar novos colapsos no sistema de saúde. Toques de recolher e restrições de circulação em alguns horários, fechamento do comércio de atividades não essenciais e proibição de acesso a parques e praias são algumas das medidas adotadas pelas autoridades. São Paulo e Minas Gerais são exemplos.

Neste momento, o Brasil deveria estar negociando novas doses de vacinas, negociando com países do G7 que têm mais doses do que população, vendo se haveria possibilidade de compra do excedente. O Brasil deveria estar atrás das doses, porque só vamos controlar essa pandemia com a vacina — afirma Maciel.

Após afirmar a membros da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), na tarde desta quarta-feira, que gostaria de fechar contrato com a Pfizer ainda hoje, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, afirmou em vídeo que o tema ainda está em negociação. Segundo ele, "a partir de agora a gente segue nos trâmites de fazer esse contrato o mais rápido possível."

Nesta quarta Serrinha confirma mais 02 óbitos e 87 novos casos de Covid-19

 


A Prefeitura de Serrinha informa que nesta quarta-feira, 03/03, foram confirmados 87 novos casos de coronavírus, 56 novas curas e 02 óbitos.

Com isso, a cidade atinge um total de 3.863 casos da Covid-1, 3.697 curados, 33 óbitos e 133 casos ativos.

Dos pacientes que testaram positivo para o coronavírus 46 são mulheres de 02, 04, 08, 12, 18, 18, 19, 20, 20, 21, 22, 23, 24, 25, 29, 29, 30, 33, 37, 37, 37, 38, 39, 42, 42, 42, 43, 43, 43, 43, 44, 44, 46, 47, 48, 48, 50, 52, 52, 52, 54, 55, 57, 67 e 68 anos e 41 homens de 02, 03, 04, 14, 19, 19, 22, 25, 26, 27, 29, 29, 30, 31, 33, 33, 33, 35, 35, 36, 36, 39, 40, 40, 41, 41, 42, 43, 44, 44, 44, 48, 48, 48, 54, 59, 59, 62, 65, 68 e 78 anos.

Os óbitos registrados foram de 02 homens. O primeiro paciente residia no povoado de Praianos, tinha 44 anos e era portador de diabetes mellitus. O segundo paciente tinha 52 anos, morava no bairro Oséas e era portador de hipertensão arterial.

Ainda segundo o boletim epidemiológico, Serrinha registra um total de 150 casos suspeitos da doença.

Grupo com armas e explosivos invade casa lotérica em Conceição da Feira e rouba cofre

 

Uma casa lotérica foi assaltada na madrugada desta terça-feira (2), na cidade de Conceição da Feira, cerca de 100 km distante de Salvador. Um cofre pequeno foi levado e há marca de tiros e explosão no estabelecimento. Imóveis próximos também foram danificados. De acordo com a polícia, seis homens foram vistos chegando à cidade em um carro, por volta das 2h. A ação durou cerca de 30 minutos. Explosivos foram deixados no local pelos criminosos e, por isso, o Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) foi acionado. Não há informações sobre feridos na ação criminosa, e o valor roubado da casa lotérica também não foi divulgado.

Serrinha: Medidas restritivas são prorrogadas até segunda-feira (8)

 

O prefeito de Serrinha, Adriano Lima, prorrogou o fechamento das atividades não essenciais até as 5h da próxima segunda-feira, 8. O anúncio foi feito pelo próprio gestor em uma rede social na noite desta terça-feira, 2, e foi acompanhado pelo secretário da Saúde, Alexandre Taim. Segundo Adriano, a cidade enfrenta o pior momento da pandemia.

O governo da Bahia, por sua vez, anunciou que o decreto que prevê o fechamento de todas as atividades não-essenciais será mantido até a manhã de segunda-feira, 8, somente em Salvador e cidades da Região Metropolitana (RMS).

As atividades não essenciais que estavam suspensas desde a última sexta-feira, 26, poderão ser retomadas a partir desta quarta-feira na maioria das cidades do interior, mas com horário de encerramento estabelecido para as 20h e abertura após as 5h. Cidades como Feira de Santana, Valente, Conceição do Coité, Araci e Riachão do Jacuípe já autorizaram a reabertura do comércio, com fechamento no fim de semana.

Segundo Adriano Lima, a medida ocorre por causa do aumento expressivo do número de casos de Covid-19 na cidade e em razão da alta taxa de ocupação de leitos no hospital municipal. Nesta terça-feira, 2, a cidade registrou o número mais alto de novas infecções diárias por Covid-19 desde o início da pandemia. Foram 104 novos casos da doença e quatro mortes.

"Ontem [segunda-feira, 1º] tivemos um dia difícil no hospital municipal. Recebemos 17 pedidos para UTI e 71 pedidos para enfermaria covid. Então, o decreto talvez não seja o que a gente queira, não é também o que a gente espera para o futuro, mas infelizmente, pelo momento que estamos vivendo, é extremamente necessário", disse o secretário da Saúde, Alexandre Taim.

Com isso, continuará proibido o funcionamento de atividades consideradas não essenciais, como lojas de móveis e eletrodomésticos, óticas, oficinas, bares e restaurantes, por exemplo. Além disso, o município está sob toque de recolher, das 20h às 5h, também até a manhã de segunda-feira, 8. Uma nova avaliação do cenário deve ser feita na segunda-feira, acrescentou Adriano.

São considerados serviços essenciais as atividades relacionadas à saúde e ao enfrentamento da pandemia, como transporte, serviço de entrega de medicamentos e demais insumos necessários para manutenção das atividades de saúde, bem como à comercialização de gêneros alimentícios e feiras livres, à segurança e a atividades de urgência e emergência. Veja medidas do decreto abaixo.

 Segue restrita a circulação noturna de pessoas na rua, das 20h às 5h, até 1º de abril. A exceção é para deslocamentos por motivos de saúde ou que fique comprovada a urgência;

 Até as 5h da manhã do dia 8 de março (segunda-feira), é permitido somente o funcionamento dos serviços essenciais;

 Funcionamento de restaurantes e bares fica restrito à operação de portas fechadas, na modalidade delivery, até as 24h, com validade até as 5h do dia 8 de março;

 Seguem suspensas também na cidade de Serrinha as atividades presenciais nos órgãos e entidades da Administração Pública Municipal não enquadrados como serviços públicos essenciais, devendo ser adotado o regime de trabalho remoto;

 Ficam suspensos ainda eventos e atividades, em todo o território serrinhense, independentemente do número de participantes, tais como: eventos desportivos coletivos e amadores, cerimônias de casamento, eventos recreativos em logradouros públicos ou privados, circos, solenidades de formatura, passeatas e afins, bem como aulas em academias de dança e ginástica no período de 3 de março a 1º de abril.

Em relação aos atos religiosos litúrgicos, o decreto do governo da Bahia informa que eles poderão ocorrer em todo o estado, desde que os protocolos sanitários contra a Covid-19 sejam cumpridos, como o distanciamento social e o uso de máscaras, além de respeitar a capacidade máxima de lotação de 30% e o toque de recolher.

Serrinha registra 4 mortes por Covid-19 e 104 novos casos, diz SMS

 

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Serrinha confirmou, na tarde desta terça-feira (2), mais quatro mortes por Covid-19 e 104 novos casos.

As novas vítimas são três mulheres, com 63, 81 e 83 anos, e um homem de 45 anos. Elas moravam na Bomba, Oséias, Barra Grande e Mandacaru I, respectivamente, e possuíam histórico de outras doenças.

Com a atualização do boletim epidemiológico, o total de óbitos na cidade subiu para 31 – o que representa uma letalidade de 0,82% – e o de infecções para 3.776 pessoas.

Segundo a SMS, 3.641 pacientes já se recuperaram. Há, ainda, 176 suspeitas da doença na cidade e 14.053 moradores testaram negativo para a doença. Ainda segundo a SMS, 104 casos estão ativos no município.

Em um ano de pandemia no brasil, 2 a cada 3 pacientes intubados morreram em utis

 

Levantamento do projeto 'UTIs brasileiras' aponta que a mortalidade em decorrência da Covid-19 nas unidades de terapia intensiva corresponde a 35,2%, enquanto esse índice atinge 66,3% se considerados aqueles que precisaram de ventilação mecânica

Em cerca de um ano da pandemia no Brasil, dois a cada três pacientes intubados por Covid-19 morreram nas Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) do país. Em geral, a mortalidade entre os que precisam de cuidados intensivos nos hospitais brasileiros é o equivalente a um terço desses infectados.

Os dados são do projeto "UTIs brasileiras", realizado pela Associação de Medicina Intensiva Brasileira (AMIB) em parceria com a empresa Epimed. O levantamento considera mais de 98 mil internações em 648 hospitais privados e públicos desde 1º de março de 2020, dias após a confirmação do primeiro caso de coronavírus no país. Os resultados foram publicados inicialmente pelo UOL e confirmados por ÉPOCA.

De acordo com o relatório, a mortalidade de todos os pacientes com Covid-19 nas UTIs corresponde a 35,2%, percentual que é bem maior quando levados em conta apenas os hospitais públicos, onde essa taxa chega a 51,6%. Em contrapartida, nos privados, o índice é de 28,5%.

Esse número dobra ao analisar somente os infectados que necessitaram de ventilação mecânica. No total, 66,3% morreram entre os 46,3% que foram intubados. A rigor, o método é usado em quadros em que a pessoa tem um alto nível de comprometimento do pulmão, o que dificulta a respiração nos casos mais graves da Covid-19. Em relação àqueles que não precisaram da ventilação mecânica, a mortalidade é de 9%, segundo o monitoramento.

O projeto aponta ainda que o tempo médio em que um paciente passa intubado é de 13,1 dias, índice considerado alto para os padrões entre casos em que a ventilação mecânica é necessária. Em hospitais particulares, esse prazo chega a 14,2 dias, enquanto nos públicos é de 11,6 dias. Já o período médio em que um infectado fica internado em uma UTI brasileira foi de 12,2 dias.

Quanto ao perfil do paciente das UTIs, o levantamento expõe que a maioria dos doentes é do sexo masculino, representando 59,8% frente a 40,2% do sexo feminino. Os contaminados cuja idade é igual ou inferior a 65 anos correspondem a 45,7% dos casos.


Atualmente, a ocupação das UTIs na rede pública supera os 80% em mais da metade dos estados brasileiros. Ao menos, 781 pessoas aguardam leitos em seis estados e no Distrito Federal. Neste domingo (28), o Brasil registrou um novo recorde de mortes segundo a média móvel dos últimos sete dias, com 1.208 óbitos.

Em meio a esse cenário, o presidente Jair Bolsonaro minimizou neste domingo a falta de leitos, dizendo que "a saúde no Brasil sempre teve seus problemas" e que a "falta de UTIs era um deles e certamente um dos piores". O chefe do Executivo ainda criticou o lockdown em vários estados brasileiros, embora a medida seja defendida e aconselhada por especialistas.

Os dados evidenciam que o país enfrenta seu período mais letal da pandemia, pouco após as festas de fim de ano e ao verão, quando várias aglomerações foram observadas. Especialistas apontam que março de 2021 pode ser o pior mês de todos. Ao todo, já são quase 255 mil mortes notificadas em decorrência da doença no Brasil.

Dois homens são conduzidos a delegacia após descumprimento do 'lockdown' na zona rural de Serrinha

 

Foto: Divulgação / 16º BPM

Um homem de 56 anos, proprietário de um bar, e outro de 33 anos, responsável por um veículo, foram detidos por descumprimento do 'lockdown' no Povoado de Lage, zona rural de Serrinha-Ba, no inicio da manhã deste sábado (27).

Segundo a PM, a guarnição foi acionada pelo Cicom para  averiguar perturbação do sossego e descumprimento do  Decreto Estadual que proíbe a comercialização de bebidas alcoólicas. E chegando a um determinado bar, encontraram-no em pleno funcionamento, com a comercialização de bebidas alcoólicas pra alguns presentes, inclusive para um homem, que além de estar consumindo bebidas compradas no bar, era responsável por um veículo com o som acionado num volume extremamente alto.

Diante do exposto, os acusados foram conduzidos e apresentados à Delegacia de Polícia, para adoção das medidas cabíveis.

*Com informações da ASCOM do 16º BPM

Governador da Bahia anuncia prorrogação de medidas restritivas por mais 48 horas, exceto nas regiões oeste, norte e nordeste

 

As medidas restritivas que começaram na última sexta-feira (26) em toda a Bahia foram estendidas por mais 48 horas, com exceção de três regiões: oeste, norte e nordeste do estado. A decisão foi anunciada pelo governador Rui Costa, na noite deste domingo (28), por meio de um vídeo publicado nas redes sociais.

As medidas restritivas têm como objetivo conter o avanço da pandemia de Covid-19. Desde as 17h de sexta-feira que estão suspensas todas as atividades que não estejam relacionadas à saúde pública, alimentação e segurança em toda a Bahia.

Vale ressaltar que a venda de bebidas alcoólicas segue proibida em qualquer estabelecimento comercial, inclusive supermercados e delivery, desde as 18h de sexta-feira.

“Infelizmente, a situação continua muito grave. Só para vocês terem uma ideia, ao longo desses três dias foram 320 óbitos na Bahia. Os hospitais privados continuam operando a quase 100%. A rede estadual a mais de 90%, a grande maioria dos nossos hospitais. As UPAs e emergências lotadas”, disse Rui Costa.

“Ao longo do dia de hoje, estavam esperando na fila da regulação, mais de 195 pessoas para um leito de UTI. Portanto, numa situação grave como essa, é a pior situação desde o início da pandemia. Conversamos com os prefeitos, com a União dos Prefeitos, e com o prefeito da capital nesta tarde, e tomamos uma medida absolutamente necessária para salvar vidas humanas e para frear o crescimento do vírus”, disse o governador.

“Prorrogar por mais 48 horas o funcionamento apenas das atividades essenciais. Isso para quase totalidade da Bahia, exceto três regiões apenas que estão com números menores: o oeste, o norte e o nordeste”, disse Rui.

“Além disso, estamos prorrogando o decreto do toque de recolher de 20h até 5h, para todas as regiões e para todo o estado da Bahia, valendo até o próximo domingo (7)”, completou o governador.

“Quero fazer um apelo a você: use máscara. Mantenha o distanciamento. Precisamos atravessar esse momento crítico que nunca, em nenhum momento, em toda a pandemia, nós vivemos. Com a força dos baianos, com a união dos baianos, que iremos superar esse momento crítico. Use máscara, mantenha o distanciamento e ajude a salvar vidas humanas”, finalizou.